O S.O.S. de Paulo Portas

Paulo Portas – que como político vale mil vezes mais do que Marcelo e é considerado aldrabão porque diz a verdade num país onde se mente com tal intensidade que difícil se torna acreditar em algo sem que antes de passar ao nosso intelecto tenha sido filtrado pelo comentadores a soldo do costume – veio atirar à cara da chamada “direita” aquilo que todos sabem e que ele sabe que eles irão fazer. Fundamentalmente, o que ele fez foi fornecer-lhes uma boa desculpa para atenuar o desleixo que significa votar num tipo daqueles. Agora, que Portas disse, a decisão pode tornar-se irrevogável e podem continuar a dizer nos meios em que se movem que o fazem com relutância mas “noblesse (?) oblige”.Esquecidos de que este foi o mesmo Portas que um dia disse de Marcelo a coisa mais acertada que alguém já terá dito: ” A Marcelo Deus deu a inteligência e o Diabo deu-lhe a maldade.” Nunca Portas foi mais certeiro em uma afirmação.

Marcelo é uma fraude alimentada pelo próprio, que se mostra por todo o  País e arredores – não porque seja bonito de se ver…- em eventos desportivos, ecrãs televisivos, acontecimentos sociais, capas de revista de garinas vindas ‘out of the blue’, banhos no caneiro de Alcântara, petiscaria de feiras, lares de idosos, creches, ‘pareceres’ nacional/intercionais, missas e terços com a comunicação social atrás para dar conta da exteriorização da sua fé, visitas aos netos (que, tal como os filhos, ainda não vimos em parte alguma, exceptuando uma cabeleira que o abraçou encostada ao ombro e disseram ser a filha dele, mas que , como não mostrou a cara ignoramos se seria), administrar a Fundação da Casa Bragança, lugar que herdou do pai da ex-namorada (embora algo velho demais para ter ‘namoradas’) e, diga-se em abono da verdade, ainda lhe sobra tempo para ser um conceituado Professor de Direito Constitucional que, de acordo com a sua personalidade, foge o mais que pode a tomar posições claras quando se trata de Consttituição. Aliás Marcelo não é claro em NADA!

Assim, e tendo em atenção que na verdade, apesar de todo o ‘parlapied’ com que influentes sponsers da área da comunicação social o publicitam na esperança de que ele algum dia – será agora?? – venha a ser algo mais do que um mero e casual secretário geral do seu partido, Marcelo nunca chegou a ser nada de relevante – nem presidente da Câmara de Lisboa! -, que nem conseguiu segurar-se num casamento e família normal, que traiu sempre que lhe deu jeito quem quer que fosse e deixasse, que não tem pejo de acordar no meio da noite os entrevistados para ‘acertar’ o que lhe devem perguntar, que não passar os olhos por cima de um único daqueles millhares de livros que publicita, QUEM NOS DIZ A NÓS QUE UM MARCELO FRUSTRADO E VINGADOR DE TANTAS DERROTAS VINDAS DA CONSIDERADA SUA ÁREA, NÃO APROVEITARÁ AGORA PARA REQUERER UM LUGAR NA HISTÓRIA FAZENDO TUDO MENOS O QUE DELE É ESPERADO? Não será nada de surpreendente….